ARTE DAS LETRAS

sexta-feira, 29 de abril de 2016

POESIA - JANELAS AO FRIO


JANELAS AO FRIO

De propósito abro a janela ao frio,
só pra sentir esse vento  da manhãzinha.
De propósito deixo o casaco de lado,
só pra sentir o arrepio na pele em contato com o ar gelado do dia.
De propósito olho o céu cinza carregado de água
e vejo que ele é belo de qualquer cor.
De propósito bebo meu café fumegante na varanda
e sinto que  no frio ele é mais saboroso.
Só de propósito curto o frio antevendo o inverno.
Lamento, lamento  muito que não caia neve no meu telhado,
que o nosso inverno seja fraco,
rápido,
e às vezes até faz calor.

by Didi Leite



POESIA - PEQUENA ANDORINHA


ANDORINHA PEQUENINA

Uma pequena andorinha
que nunca crescia,
buscava companhia
pra sua arribação,
mas ninguém queria
fazer companhia a uma andorinha
que não crescia, não.
Pobre andorinha  pequenina
arribou pro horizonte
 e foi  sozinha
fazer o seu verão.

by Didi Leite



POESIA - A POESIA DA ESPERA


A POESIA DA ESPERA

Não ouço  no meu jardim
um  canto, um trinado ou um pio.
Não vejo o colorido esvoaçante
das delicadas borboletas.
As flores dão lugar aos pequeninos frutos que eclodem.
O que terá acontecido?
É outono!
Pássaros  já se recolhem pra mudar plumagem.
Dormem os casulos preparando lindas borboletas.

É a poesia da espera que está nesse silêncio.....

by Didi Leite

PENSAMENTOS POÉTICOS - SEGREDO


PÁGINAS SOLTAS - BOM DIA CHUVA


by Didi Leite

quarta-feira, 27 de abril de 2016

GOTAS DE POESIA - VIDA NO AR

A vida passa tão rápida,
que nem sentimos o tempo passar....
é como  uma bolha de sabão
ou a vida de uma borboleta no ar...

De repente passou!

by Didi Leite

PENSAMENTOS POÉTICOS - DOR DO VENTO - MARIO QUINTANA


PENSAMENTOS POÉTICOS - COISA BOA


PENSAMENTOS POÉTICOS - AMIZADE QUE PINTA

De repente a amizade se fez pra sempre....


by Didi Leite


PENSAMENTOS - DELICADEZA QUE PINTA


De repente pintou delicadeza das mãos de alguém...

PENSAMENTOS - BOA VONTADE


PÁGINAS SOLTAS - BOM DIA SOL NASCENDO


by Didi Leite

terça-feira, 26 de abril de 2016

CONTOS QUE TE CONTO - BERÊ NÃO VEM MAIS? (fragmento do conto)


"...Um dia, o pai resolveu falar a verdade para a filha. Ela estava arriadinha na varanda com o rostinho colado às grades, quando o pai veio apanhá-la:
- Minha princesinha, vem com o papai que nós vamos conversar.
A menina, parecendo não ouvir o que o pai falou, disse olhando para o alto o rosto do pai, com os olhinhos que iam se enchendo de lágrimas e a boquinha já armando um beicinho de quem ia chorar:
- Papai, a Berê não vem mais?  Nunca mais?"

Trecho extraindo do conto BERÊ NÃO VEM MAIS? publicado aqui
nesta página.

by Didi Leite


GOTAS DE POESIA - CORAÇÃO DO AVESSO


by Didi Leite

PÁGINAS SOLTAS - VAI CHOVER

by Didi Leite

PENSAMENTOS - ESBANJAR POESIA


                                        by Didi Leite

GOTAS DE POESIA - POR QUE OS PÁSSAROS CANTAM?


PÁGINAS SOLTAS - BOM DIA VIDA NASCENTE


by Didi Leite

segunda-feira, 25 de abril de 2016

PENSAMENTOS - A ARTE DO SIMPLES


PÁGINAS SOLTAS - CONVERSA DE PÁSSAROS


 CONVERSA DE PÁSSAROS
Pássaros conversavam nas altas copas de uma árvore.
Pergunta a Andorinha:
- o que é o que é, que é imensa, mas se escreve pequena?
Um Rouxinol pensa, pensa e responde:
- acho que é o amor.
O Gavião pergunta:
- é no feminino?
A Andorinha diz:
- Pode ser.
 Um Bem-te-vi responde ligeiro:
- Ah, deve ser a água.
Uma Sabiá pergunta se é coisa ou sentimento.
A Andorinha fica calada... não sabe responder.
Um Beija-flor saltando e voando diz :
- Querem saber? Isso é invenção da Andorinha pra pegar a gente.
Uma Pombinha branca que estava quieta assistindo, suspira e diz:
- Eu sou a imagem dela.
Aí, todos olham pra Pombinha e já iam brigar, quando a Andorinha fala:
- A Pombinha quase acertou.
- Um Papagaio inteligente ri e diz:
- Gente, a resposta está na Pombinha, ela é o quê? Ela não é a
figura da paz?  Uma coisa imensa e se escreve pequena é a Paz!!!

E a Andorinha chamou os pássaros amigos,  dizendo:
- A paz é imensa e é pra todo mundo, pra todos os corações. Uma palavrinha pequena e tão grande ao mesmo tempo!

Vamos começar a fazer a paz?



by Didi Leite


PENSAMENTOS POÉTICOS - BREVE VIDA


by Didi Leite

CONTOS QUE TE CONTO - DE INFÂNCIA E MÚSICA

Gabriela entrou na sala, sentou na sua poltrona predileta, pegou sua xícara de café, recostou-se, encostou os lábios na xícara e pousou os olhos no piano. Primeiro fixou bem o que via, ficou pensando, largou a xícara no pires sobre a mesinha, levantou-se caminhou até o piano olhou aquele brinquedo, foi reconhecendo, pegou nas mãos, virou-se para Jane e perguntou:
- Quem colocou esse pianinho aqui? De quem é esse pianinho? Hem, Jane?"

Trecho do CONTO DE INFÂNCIA E MÚSICA.

by Didi Leite


PÁGINAS SOLTAS - BOM DIA UM CONVITE DE ALEGRIA

by Didi Leite

domingo, 24 de abril de 2016

POESIA NA MPB - EU APENAS QUERIA QUE VOCÊ SOUBESSE - GONZAGUINHA


EU APENAS QUERIA QUE VOCÊ SOUBESSE

Eu apenas queria que você soubesse 
Que aquela alegria ainda está comigo 
E que a minha ternura não ficou na estrada 
Não ficou no tempo presa na poeira 

Eu apenas queria que você soubesse 
Que esta menina hoje é uma mulher 
E que esta mulher é uma menina 
Que colheu seu fruto flor do seu carinho 

Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta 
Que hoje eu me gosto muito mais 
Porque me entendo muito mais também 

E que a atitude de recomeçar é todo dia toda hora 
É se respeitar na sua força e fé 
E se olhar bem fundo até o dedão do pé 

Eu apenas queria que você soubesse 
Que essa criança brinca nesta roda 
E não teme o corte das novas feridas 
Pois tem a saúde que aprendeu com a vida...

                                                          Gonzaguinha

PENSAMENTOS POÉTICOS - NOSSA PAZ


PENSAMENTOS POÉTICOS - TARDES AMARELAS


PENSAMENTOS - DETALHES DA VIDA


GOTAS DE POESIA - LUAR ACALORADO


LUAR ACALORADO


Tem lua garbosa, cheia e brilhante
ali no céu da minha janela...
E da luz que reflete nela
há a certeza que atrás dessa madrugada
vem por aí um sol tão quente,
tão afogueado
que já me sinto ardendo
de tanto calor...
Um domingo de lua cheia e sol incendiado!

Ai, meu Deus  que horror!

by Didi Leite

PÁGINAS SOLTAS - BOM DIA DE PAZ E LUZ


by Didi Leite

sábado, 23 de abril de 2016

PENSAMENTOS - ROTINA


POESIA - DEPURANDO A VIDA


DEPURANDO A VIDA

Chega um tempo na nossa vida
em que aprendemos a depurar a vida...
Porque de tudo já vimos
ou vivemos um pouco.

Perdemos a ansiedade de estar em todos os lugares,
de ir a todos os eventos,
de querer correr mais que o vento.
A gente já conhece o fim do filme,
já leu aquela história,
já atravessou primaveras e verões
já sabe onde é o cruzamento do bem e do mal.

Tempo de absoluta calma,
de desinteresse total
por coisas que são para o "afâ" dos jovens.
Temos uma bagagem acumulada de vida
bem vivida e sentida.

Não troco meu jardim
por nenhum  espetáculo, passeio ou
noite mal dormida....

Agora sim, sou dona de mim....

by Didi Leite

POESIA - FINGIR


PÁGINAS SOLTAS - BOM DIA COM FERTILIDADE


by Didi Leite

sexta-feira, 22 de abril de 2016

POESIA - ÊTA VIDA PASSAGEIRA

VIDA PASSAGEIRA

Está tudo tão complicado e nublado,
que vou pedindo licença à natureza
e vou me escondendo  nas belezas dela.

Aonde o silêncio vem me dizer
que vale mais a boniteza
do que toda riqueza por aí acumulada,
vale mais a simplicidade,
e vale ainda contar com o amor.

O mais é  cantar e cantar
e pegar qualquer pedacinho de felicidade...

Êta  vida passageira!!!

by Didi Leite

PENSAMENTOS POÉTICOS = TEMER E VIVER


PÁGINAS SOLTAS - CULPADOS


by Didi Leite

GOTAS DE POESIA - DE MÚSICA E AROMAS FLORAIS


POESIA NA MPB - O SAL DA TERRA (fragmento da poesia)


PÁGINAS SOLTAS - BOM DIA TERRA


by Didi Leite

terça-feira, 19 de abril de 2016

POESIA - VIRAR BORBOLETA

"Vovô Biu mandou que esperassem, pois antes de entrar na água todos iam virar uma borboleta." 

Do conto infantil O SITIO DO VOVÔ BIU
by Didi Leite

POESIA - SUAVIDADE DA POESIA II


Naquela sala cedo já se via
o talento nascer da suave música
que ainda engatinhava dos
dedinhos das meninas....

by Didi Leite


POESIA - SUAVIDADE DA POESIA


Ela  pensava que os pássaros
que voavam alegres
eram as estrelas da noite

que apagavam as luzes.

by Didi Leite