ARTE DAS LETRAS

quarta-feira, 29 de julho de 2015

PÁGINAS SOLTAS - CONSIDERAÇÕES DE FIM DE TARDE - DIA DO BATOM


                      CONSIDERAÇÕES DE FIM DE TARDE
                                  DIA DO BATOM

Foi com satisfação que fiquei sabendo que hoje, 29 de julho, é o dia do batom.
Disse satisfação?  Pois é mesmo,  porque sou apaixonada por essa pintura, desde menina pequena. Batom e esmalte de unhas sempre foram meus deslumbres.

Minha mãe não usava batom, mas minhas tias sim, e fascinava-me vê-las com os lábios vermelhos. Depois, minha primeira irmã, já mocinha, começou a usá-lo. Foi um achado para mim, que podia mexer em suas pinturas na ausência dela e pintar minha boca à vontade. Eu me sentia uma princesa dos lábios vermelhos.! 

Demorou uns sete anos para que eu tivesse o meu batom, só meu. E tive, usei e abusei.  Depois, já moça feita trabalhando tive vários, todos que eu via, comprava e usava. Era uma variedade de cores, batons para o dia e os para usar à noite, os cremosos e os cintilantes... Um luxo!

Sempre achei que se pode sair com o  rosto lavado, mas sem batom jamais.  Batom abre a luz do rosto, torna os dentes mais brancos e deixa um quê de sensualidade no ar. Ele é, a meu ver,  a maior representação de feminilidade.

Eu jamais deixarei de usar pintura nos lábios, o que vou adequando  com a minha idade. Saia a que horas sair, vá a que lugar for, meu batom nos meus lábios vai. Dei-me ao trabalho de ir contar, agora, quantos batons tenho, onze sem contar o de brilho.

Batom também é moda, pois que venham mais cores e tons.

Aplausos no dia de hoje para todos batons!

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário