ARTE DAS LETRAS

domingo, 26 de julho de 2015

CONTOS QUE TE CONTO - O JANTAR - Final


CONTO
                              O JANTAR

                                                Parte Final

                                                 .... continuação



           O relógio já caminhava para as sete horas da noite e os dois foram passeando até o ponto do ônibus.  O rapaz tentou pegar na mão da moça, mas ela fingiu ajeitar os cabelos.  O ônibus circular chegou e eles embarcaram. Na gare da estação se despediram.  Do Céu agradeceu o jantar, lamentou que tivesse que ir tão cedo, mas ela ia amargar quase uma
hora de trem, morava longe.  O rapaz sorriu e se despediu. O trem partiu e ele voltou para o Flamengo.

         Entrou num cinema para aliviar a cabeça. A sessão não tinha começado, ficou aguardando na sala de espera sentado numa poltrona, ao lado duas  senhoras empertigadas que conversavam animadamente.  Dizia uma:
 -  Imagina quando ele viu o prato com escargot, não sabia nem como começar a comer.  Ficou com cara de bobo sem saber o que fazer.
- Ah !  E as alcachofras?  Ficou assustado. Logo se via que também não sabia comer.
 - Mas é isso que dá, convidar qualquer um para um jantar daqueles.
- Essa gentinha é pobre, e pobre tem mania de coquetel de camarão.
Ao ouvir isso, Cristionor levantou-se e foi em direção à Bombonnière, pensando:
 - Preciso ver esse troço de esca, escra, ecasgoe, sei lá como é que se chama esse troço.  Alcachofra, essa eu pesquei.  Pediu um dropes de hortelã para refrescar a boca e as ideias.  Pensou na Do Céu e disse para si mesmo: - Mas tem gente que nem coquetel de camarão sabe comer. Ah! Do Céu, minha nossa senhora, o que tem de bonitinha tem de burrinha!

          A sessão do filme acabou e a próxima já ia  começar.  O rapaz entrou na sala do cinema com o escargot martelando sua cabeça.

                                                      FIM

by Didi Leite
Ilustração Imagem Google
    


Nenhum comentário:

Postar um comentário