ARTE DAS LETRAS

domingo, 30 de novembro de 2014

POESIA - CHUVAS E SONATAS - Fragmentos da Poesia


CHUVAS E SONATAS (fragmentos)

Chuva fina,
névoa cinza que respinga na vidraça,
molha as cornijas e os beirais.
Lá fora o céu coberto de nuvem,
que se espalha feito fumaça

enevoando o ar.
..........................................

Chuva pequenina,
garoa fria que convida
a uma bebida quente,
que espalha fumaça no ambiente,
que convida a uma leitura distraída
de um livro ou uma revista,
Que convida a uma sonata ou a uma balada
de um piano distante.
.....................................................................
Chuva fina, chuva miúda
escorre na vidraça,
pinga nos canteiros, pinga da figueira
se espalha pelo ar,
umedecendo  minha visão.
Encharca a alma,
resfria meu pensamento,
e vai chovendo dentro do meu coração.

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google


PENSAMENTOS - MÚSICA


É no talento do arranjo e rearranjo das notas musicais
que se compõem melodias imotais.

by Didi Leite
Ilustração Imagem Google

ESPAÇO MPB - The Fevers - "Elas por elas" (Fantástico 1982)

                            

Música sem compromisso, vale a alegria ELAS POR ELAS,
autoria de Augusto Cesar e Nelson Motta, gravação da banda
The Fevers.
Vale recordar!

fonte: Youtube 

BOM DIA - Dezembro em Festa



Ilustração Imagem Google


CONTOS QUE TE CONTO - A HISTÓRIA DA PEDRA AZUL - 8a.Parte



CONTO INFANTIL

                    A HISTÓRIA DA PEDRA AZUL

                                              8a. Parte

                                                        ..... continuação

    Finalmente, chegou o dia da festa.

A bicharada tomou banho, se arrumou, limpou seus
instrumentos.  Todos afinadinhos partiram para o
Castelo, seguidos pelo cavaleiro Felipe no seu
cavalo branco.

Chegaram à porta do Castelo, apresentaram-se ao
empregado que ficava de guardião à entrada. Um a
um os   bichinhos foram  entrando.      O guardião já
conhecia muito bem aqueles bichinhos, pois a princesinha sempre brincava com eles nos jardins do Castelo, todos eram amigos dela. 



      O cavaleiro Felipe estava muito bonito e foi
apresentado ao guardião pela dona vaca Belezinha.
     O cavaleiro Felipe entrou também na festa.

    Os salões do castelo estavam cheio de convidados, todos esperavam por Carolina.

      De repente, os clarins tocaram, e a princesa entrou na sala principal de braços dados com seu pai, o rei.  Ela estava lindamente vestida, num vestido de seda e rendas azuis.  Sorria alegre para todos num sorriso de pérolas, assim pareciam seus dentes tão alvos.  Com passos suaves,  cumprimentava todos os convidados. Quase não se notava que os olhos de Carolina eram parados, pela 

           
  falta de luz que havia neles.
  
      A arara Margarida falou em nome  dos bichinhos e pediu para que todos entregassem os presentes que
trouxeram. Eram flores, todos levaram flores, cada um levou um tipo de flor.  A princesa tocava suavemente cada flor e sentia o perfume delas.

   Aí,  a orquestra do palácio começou a tocar a valsa de aniversário, que Carolina dançou com o rei, seu pai.

       De pé, calado, admirado com a beleza da princesa,
  estava Felipe, que era um príncipe, o príncipe do reino
dos Girassóis.

       Quando acabou a valsa o rei levou Carolina até seu
trono e a deixou sentada.

       A pombinha Luar pousou no ombro de Felipe e
perguntou se ele estava gostando da festa.
      O sapo Careca perguntou a Felipe:
- ¨ Cadꨠ o seu presente para a princesa ?

                                                                    continua....

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google


POESIA - CORAÇÃO MIL



CORAÇÃO MIL

Coração morno,
coração mole,
coração manteiga,
coração doce,
coração  água
coração luz
coração que vai e vem
e não condena ninguém.

Eta coração bobo!

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

ESPAÇO MPB NO NATAL - PAPAI NOEL ESQUECEU

Ilustração Imagem Google

POESIA - PERGUNTAS


DE PERGUNTAS

Pergunto à florista:
- O que tem para vender?
-Flores!

Pergunto aos pássaros:
- O que têm pra mim?
- Cantos e trinados sem fim!

Pergunto às borboletas:
- O que há pra hoje?
-Suavidades de voos e cores!

Pergunto ao mar:
- O que trazes pra mim?
-Conchas e sereias nas espumas das ondas!

Indago aos namorados:
- O que os faz felizes assim?
- O amor!

Grito ao vento:
- O que o leva a tanta correria ?
- O tempo, as nuvens, as folhas e as lembranças!

À  noite pergunto às estrelas:
- O que as faz tão belas?
- A luz que há em nós!

Enfim, vejo um poeta
 e ávida peço-lhe uma poesia.
- Não tenho poesias estocadas,
se quer uma agora,
abra seu coração
e faça a sua com tudo que viu neste dia!


Simples assim!

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

sábado, 29 de novembro de 2014

POESIA - NÃO CHORE MENINA, NÃO CHORE - FRAGMENTO


NÃO CHORE MENINA, NÃO CHORE  
                ( FRAGMENTOS DA POESIA)

.... Enquanto a noite rola, o mundo roda,
E lá na pontinha já vem vindo um solzinho insistente.
Mas você quer carpir dores é?
Minha filha, do que se lamentas?
O que é que  atormenta?

É amor?  É saudade?
Não!
É a dor de doer por nada,
É alma que não é contente,
É mania de chorar por dor que não se sente.

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

PENSAMENTO - Ausência


"Se não quiser participar, tudo bem, então fique na sua: na sua casa, na sua respeitável solidão.  Melhor uma ausência honesta do que  uma presença desaforada"
                           Martha Medeiros

Ilustração Imagem Google






PÁGINAS SOLTAS - DOMINGO DO ADVENTO


A partir deste domingo começa o período de advento do Natal.
São os quatro domingos que antecedem o Natal e é simbolizado por quatro velas, que serão acesas cada uma, em cada domingo.

É um período de preparação a chegada de Jesus.

Ilustração Imagem Google

BOM DIA - Domingo de Paz


Ilustração Imagem Google

ESPAÇO MPB - TODO MENINO É UM REI - Roberto Ribeiro


Ilustração Imagem Google

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

POESIA - PARA QUEM ESCREVO


PARA QUEM ESCREVO

Escrevo versos e mais versos
para você.
Você que não conheço
nem sei quem pode ser.
Mas a emoção que ponho neles
vai bater no seu coração.
Isso me deixa alegre, só em saber
que alguém se emocionou
com a poesia que brota deles.

Mas se escrevo é pra você. 

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google 

PENSAMENTO - SOBRE DELICADEZAS


A delicadeza nunca é demais e nunca ocupa espaço.

by Didi Leite
Ilustração Imagem Google 

PENSAMENTO - De Franqueza e Educação


Não use sua ignorância camuflada de franqueza.

Seja franco mas não esqueça os limites da educação.

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

BOM DIA - COM OTIMISMO


Ilustração Imagem Google

CONTOS QUE TE CONTO - A HISTÓRIA DA PEDRA AZUL - 7a.Parte

                                                                                  Pedra de lápis lazuli


CONTO INFANTIL

                     A HISTÓRIA DA PEDRA AZUL

                                                 7a.Parte

                                                  ..... continuação

   Quando pararam para descansar ouviram aplausos,
todos se voltaram e viram o belo cavaleiro Felipe.


     Felipe disse:

- Está muito bonito.  Onde é a festa ? Quem é essa

princesa ?   Posso ir à festa junto com vocês ?

Os bichos ficaram desconfiados, mas Felipe tinha um ar de bom moço.  Seu Cabeleira, o leão, disse que, sim, o rapaz podia ir a festa.


     - Alto lá !  -  Disse Brinco de Princesa, a girafinha.-    Nós não sabemos seu nome, de onde você vem.
  

    -Ah ! E,  de mais a mais,  você tem presente para dar à nossa princesinha ?  Sem presente não vai, disse  a arara Margarida .

O belo cavaleiro  riu e falou :

- Meu nome é Felipe, sou um cavaleiro, este é meu   cavalo, venho do reino dos Girassóis.  Na verdade,  sou filho do rei.  Quanto ao presente... não tenho.  Bem, mas acho que posso dar um jeito nisso.  Darei um presente, sim, a esta princesa chamada Carolina.
Agora, esses versinhos que vocês estavam cantando,
podiam ficar mais bonitinhos, é só dar uma arrumadinha na letra e ficam bonitos.  Posso ajudar?

 Dona coruja Belanoite fez cara de zangada, se sentiu
 ofendida.   Fez os versinhos e agora vão mudar !
Mas o gato Setevidas tratou logo de acalmar dona coruja.

- Belanoite, é só uma palavrinha aqui, outra ali. Ninguém vai mudar seus versinhos todos não !

Dona coruja concordou.  - Se é para alegrar Carolina, então, está bem.


    Finalmente, chegou o dia da festa. 

                                      continua....

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google


POESIA - COMPRA-ME UMA FLOR?



COMPRA-ME UMA FLOR?

Boa Noite!
Senhor, compra uma flor?
Pode escolher, tenho buquê de
rosas, violetas, azaleias,
margaridas, amores perfeitos.
Mas se quiser tenho orquídeas,
girassóis, agapantos e lírios.

Senhor, leve para sua amada,
para a moça dos seus sonhos,
a que passa e não o vê,
a que diz que o esqueceu,
a que finge não lhe querer
ou para aquela que pode aparecer.

São flores alcoviteiras,
tecem casos de amor
a vida inteira.
São flores de amor,
que falarão pelo senhor.

Boa noite, senhor!
Quer comprar uma flor?

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google
  


PÁGINAS SOLTAS - Cantiga de Roda - De Abóbora faz Melão




Ilustração Imagem Google

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

POESIA - MOTIVOS QUE NÃO FALTAM - Fragmentos


MOTIVOS QUE NÃO FALTAM

Não importa se é talento.
Não importa se é perda de tempo.
Não faço conta do que escrevo.
Escrevo pelo gosto absoluto de escrever,
dando vazão a qualquer coisa
que me esbarra e toca,
a algo que me contorna,
enreda e estremece
ou algum fato que me estarrece,
alguma coisa que me alegra,
distrai e desperta a imaginação.

Silenciosa vou escrevendo,
qualquer coisa ou coisa nenhuma

pelo papel afora......

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

PENSAMENTOS - Vocação x Talento - Clarice Lispector


Esta é a definição mais clara, mais inteligente que vi sobre vocação e talento.

Ilustração Imagem Google

POESIA NA MPB - SONHOS - Peninha


Ilustração Imagem Google

POESIA - BORBOLETAR


VOU BORBOLETAR

Fico contente sem razão nenhuma.
Alegria agarrada em mim
segredam pequeninas palavras
que compõem minha poesia.

Alegre danço, canto e rodo.
Repentina saio voando,

borboleteando por aí.

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

BOM DIA - ESPÍRITO NATALINO


É na confecção da guirlanda de Natal que se pode soltar a criatividade. Há guirlandas de todos os tipos, tamanhos e com enfeites e motivos diferentes.  Um mundo de beleza. Dá para todo ano inovar e fazer uma diferente. É facílimo de fazer.
Então, bom dia! 
E a sua guirlanda de Natal é bonita?

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

CONTOS QUE TE CONTO - A HISTÓRIA DA PEDRA AZUL- 6a.Parte


CONTO INFANTIL

                    A HISTÓRIA DA PEDRA AZUL

                                                      6a.Parte

                                           ..... continuação
     Todos no reino procuraram a tal pedra, mas nunca a encontraram.  E,  assim a princesa está sem enxergar até hoje.  Também nós não conseguimos encontrar a pedra azul... Procuramos muito, mas nada, não a achamos.


      Longe dali, um belo cavaleiro vinha a trote em seu cavalinho branco.  Ele já estava cansado e o cavalinho estava com sede.  Já estavam viajando há muitos dias. Foi quando o rapaz, que se chamava Felipe, avistou um riacho de água límpida e cristalina.  Água fresquinha. 

              


    Felipe parou, desceu do cavalinho e foi até a água molhar o rosto, beber um pouco e dar de beber ao cavalo.  Quando mergulhou o rosto na água, Felipe viu uns raios de luz.  Estendeu a mão dentro da água e apanhou alguma coisa no fundo do riacho. Olhou admirado para aquele brilho intenso, aí pensou:

- Muita bonita !   Vou guardar isso na minha bolsa.
    E assim fez. Depois, prendeu seu cavalhinho numa
árvore,  deitou na relva e adormeceu.


     Lá na mata, dona coruja Belanoite trabalhava compondo os versos para a música :

       Feliz aniversário, princesa Carolina!

      Flores perfumadas para sua festa,

     Colhemos todas  lá na colina.,

    Hoje é um belo dia!

   E toda a bicharada em coro

  Vai cantar e lhe dar muita alegria

  Parabéns, parabéns, parabéns!


   Finalmente, chegou o dia do ensaio. A   bicharada
falava toda ao mesmo tempo.  O esquilo  Trapalhada
batia seu tambor, o gato Setevidas afinava seu violino.

Estava uma confusão, a bicharada não se entendia.    
As pombinhas Luar e Estrela pediam silêncio, atenção,
mas ninguém escutava.  Foi aí que seu leão Cabeleira
deu um rugido,  e todos se assustaram e se calaram.

 Seu Cabeleira disse que as pombinhas queriam falar,
que todos fizessem silêncio.
As pombinhas, então, começaram o ensaio e todos
os bichos acompanhavam a música com a letra feita
por dona coruja Belanoite.  Cantaram uma vez, 
cantaram mais outra, mais duas e foram cantando 
várias  vezes.

   Quando pararam para descansar ouviram aplausos,
todos se voltaram e viram o belo cavaleiro Felipe.

                                            continua......

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google



quarta-feira, 26 de novembro de 2014

PÁGINAS SOLTAS - EMOÇÕES DE NATAL


Não importa o tamanho da árvore, vale a alegria renovada de armá-la, colocar os enfeites, as luzes e os presentes....

O Natal é um tempo de renovação, todo ano Jesus nasce de novo nos nossos corações.... 

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

PENSAMENTO - SEM IMPORTÂNCIA


by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

ESPAÇO MPB - UM FELIZ NATAL - Ivan Lins



Ilustração Imagem Google

POESIA - ENTARDECER



ENTARDECER

Vou entardecendo
junto com o dia.

Alma aguarda a noite,
num silêncio sem fim.

Tremulando vem a primeira estrela,
seguida da lua  crescente.

O sono vem chegando,
olhos quase fechando
e os sonhos vão se apoderando
lentamente de mim.

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google